Saturday, February 20, 2010

GLEDSON...


Aê Moçada, não pude resistir de postar para vocês.
Estava dando uma olhada no meu baú de recordações e veja o que encontrei:
"Uma camisa da Gledson!!!"
É, isso mesmo. Uma daquelas que usávamos para arrepiar nas pistas de dança lá no final dos Anos 70. E essa era especial pois era uma 'havaiana' que comprei na "Saco & Cuecão" (para quem é do Rio Grande do Sul sabe do que estou falando). Até o jingle era especial, lembram: "Saco, Saco, Saco e Cuecão: Moinhos, Salgado e Malcon." Mas infelizmente a loja já não existe a muitos anos, o que é uma pena, pois apoiava vários eventos esportivos além de ser referência na moda surf e skate, entre outros.
Para quem é do restante deste nosso 'Brasilzão', capturei um texto do site www.saopaulominhacidade.com.br de autoria de Mirça Bludeni de Pinho que fala um pouco sobre a Gledson.

Esta era a marca da moda dos anos 70. Instalada na Clodomiro Amazonas, perto da Rua das Fiandeiras, tudo o que lançava fazia sucesso, pertencia à família Assumpção. Como tínhamos uma loja para aqueles de espírito jovem e éramos exclusivos da marca no bairro da Aclimação, estávamos em evidência...

Criatividade a Gledson tinha de sobra, pois sua modelista era Dona Maria japonesa, que nasceu artista, mulher de um dos donos (José Geraldo e Gledson), e que além de ficar a testa da oficina de costura terceirizava para outras fábricas. A fachada da Gledson era pintada todos os meses, sempre de forma diferente, ao estilo jovem.

Meus filhos e sobrinhos adoravam ir com minha irmã ou comigo até lá fazer compras, pois além de ficarem por dentro da moda, tinha uma lanchonete que servia sanduíches naturais para os mais exigentes paladares...

Espero que tenham gostado e se quiserem contar alguma história vivida nesta loja ou com uma de suas produções, sintam-se a vontade.

12 comments:

renato c said...

esta saiu mesmo do bau....
eu ia muito na loja deles em sampa!
agora so faltou a calça Fiorucci!
valeu Mano

nilson araujo said...

Deu a gôta serena. Que viagem da bixiga lixa! Aqui em Recife, eu era cliente da loja Ele & Ela, exclusiva da marca Gledson, cujas
calças eram perfeitas pra minhas canelas na década de 70.
Valeu a lembrança!

Licínio Filho said...

Ôpa...
usei muitas camisas Gledson no final da década de 1970 me início de 1980... Em B.Hz. a loja Gladson patrocinou o primeiro campeonato de skate da capital mineira e ainda bancou uma equipe.
Puts...tempo bão,cara...
Valeu a lembrança.
Seu blog é bem bacana.
Abraço.

Delion said...

Viajei...
Usei muita e calça e camisa da Gledson. Os 70´s foram mágicos, só quem viveu!

Ricardo Dantas said...

Usei muita roupa da Gledson, na virada dos 70 para os 80. Minha irmã comprava na Clodomiro Amazonas e revendia aqui no Rio. Ainda tenho um cabide onde naquela parte de pendurar as calças está escrito Gledson, naquela letra cursiva da marca deles.

Mari Toledo said...

Usei muitas roupas Gledson, minha mae tinha boutique e sempre pegava umas para mim, rsrs, demais, cada jeans, pena mesmo que nao exista mais, pois nunca mais encontrei um jeans como deles.

Anonymous said...

Eu também usei muita roupa da Gledson!! Lembra da Crazy Shirts?
Ela tambem ficava no Itaim! Vc teve calça da Soft Machine? A roupa assim como a musica é uma máquina do tempo!!! Parabéns pelo blog!!se

Luis said...

Bah! Voltei no passado. Gledson era uma marca dos adolecentes da época. Me lembro do meu primeiro skate, tênis Adidas com listrinhas(ou um Rainha) Me lembro até hoje do jingle da Saco & Cuecão. Cheguei até aqui no teu blog porque estava procurando uma música do final dos anos 70, próprio de um comercial dessas lojas(não me lembro bem: Sack´s, Modamania, ou Saco&Cuecão) que tinha imagens de surf, skate e a musica era instrumental com uma guitarra com efeito "talk box". É... será só lembrança agora. Valeu, Mano Mylius, pelo post. Abraços.

Cássia said...

Lembro-me que usei umas calças da Gladson lá pelos idos de 1977/1979.

Elite Primeiro said...

revirando o bau, final dos anos 70 inicio dos anos 80 perdi meu mano com 22 anos de idade em um acidente de carro eu tinha 13 anos ele se chamava Edson, não precisa nem falar mais ne,ele so vestia com roupas da GLEDSON,ele tinha um tenis da GLEDSON que eu guardei por muito tempo comigo , mas minha esposa fez eu desapegar, ele cortava o GL dos adesivos que ele tinha quase todos e colava com o nome dele no painel de um DOGE CHARGER 74 AMARELO COM UMAS FAIXAS PRETA NO CAPO , HOJE VOCê ME TROUXE MUITAS BOAS RECORDAÇõES... Abraços..

Carlos Pereira said...

Que legal....trabalhei nessa fábrica da Gledson entre 1987 e 1989.
Foi meu primeiro emprego registrado , que saudades.
Só os donos ( "Seu Glédson e "Seu Geraldo ) que eram embaçados , qualquer coisa errada era um "porra , caralho " pra fabrica toda ouvir kkkkkk.
Mas muito legal manter viva essa memória , saudades daquela época.
Abraço a todos

Milton Ribeiro said...

Trabalhei na confecções Gledson (Pronta entrega) de 1973 a 1977. Gerente de vendas era Saul Joels e Pepe (Giuseppe Senior), Issamu Kadowaki ( gerente geral),Em 1973 o Nelson já havia saído da gerencia para montar a ELLUS Modas com o Osmar ( comprador de tecido, Gledson Assunção e Geraldo Assunção fizeram uma revolução na moda jovem. Tudo que D Maria esposa do Sr. Geraldo criava VENDIA. Todas lojas do Brasil queriam ter suas roupas. Roupas que marcaram época como a calça RETALHÃO ( toda quadriculada feita com retalhos um de cada cor de jeans), a calça de STONE WASH ( veludo cotelê desbotado cor de jeans). Fast Back era uma calça toda cheia de recortes no jeans delavê, ( Acho que foi a campeã de vendas em toda história) Lembro de muitos amigos durante esse período, Marquinhos, Chiquinho, Wagner Martelo, Pitoco, Ricardinho, Robertinho, Luiz, Silvio da expedição, etc... Bons tempos!!!!